A OMS (Organização Mundial da Saúde) anunciou nesta segunda-feira (31) que as variantes do coronavírus serão rebatizadas seguindo a ordem das letras do alfabeto grego, em uma tentativa de dimimuir o estigma e ao mesmo tempo simplificar a comunicação.

As variantes são conhecidas hoje por uma combinação de letras e números ou pelo local onde foram detectadas pela primeira vez.

Quatro delas são variantes de preocupação, ou VOC, sigla utilizada para descrever formas do vírus com mutações que podem causar estrago do ponto de vista de saúde pública: as variantes do Reino Unido (B.1.1.7), da África do Sul (B.1.351), do Brasil (P.1) e da Índia (B.1.617.2).

Elas passarão a ser chamadas de Alpha, Beta, Gamma e Delta, respectivamente, de acordo com a ordem em que foram descobertas. As demais variantes que forem surgindo seguirão o resto do alfabeto grego.

“Embora tenham suas vantagens, esses nomes científicos podem ser difíceis de pronunciar e recordar e podem levar à publicação de informações erradas”, afirmou a OMS, ao explicar a decisão.

A iniciativa de mudar a nomenclatura das variantes foi tomada após meses de discussões. Segundo o bacteriologista Mark Pallen, que participou das conversas, outra possibilidade estudada foi rebatizá-las de acordo com os nomes de deuses gregos. No entanto, muitos deles já emprestavam seus nomes para empresas ou marcas comerciais.

Historicamente, os vírus sempre estiveram associados com as localidades onde emergiram –como ebola, batizado com o nome de um rio congolês. No entanto, isso levou por vezes a incorreções, como a gripe espanhola, cujas origens na verdade são desconhecidas.

“Nenhum país deveria ser estigmatizado por detectar e reportar variantes”, afirmou a epidemiologista da OMS Maria Van Kerkhove.

Os nomes de cada uma das novas variantes do coronavírus são:

– Alpha: B.1.1.7 ou Reino Unido

– Beta: B.1.351 ou África do Sul

– Gamma: P.1 ou Brasil

– Delta: B.1.617.2 ou Índia

– Epsilon: B.1.427 / B.1.429 ou EUA

– Zeta: P.2 ou Brasil

– Eta: B.1.525

– Theta: P.3 ou Filipinas

– Iota: B.1.526 ou EUA

– Kappa: B.1.617.1 ou Índia ​

Fonte folha.uol.com.br/equilibrioesaude

Recommended Posts