Saiba o que é ATM e os seus principais problemas

ATM

Problemas relacionados a ATM ou Articulação temporomandibular, tratam-se de uma condição que afeta grande parcela da população mundial. Segundo estudos epidemiológicos, realizados pelo Hospital Samaritano, em 2019, cerca de 75% da população brasileira possui problemas relacionados a essa condição. 

Por esse motivo, explicaremos tudo sobre o que é essa condição, como ela afeta as pessoas, quais são os principais sintomas e tratamentos.

O que é ATM

A ATM é a sigla designada para Articulação Temporomandibular. Mas o que isso significa? 

Essa articulação é uma estrutura localizada na região da mandíbula, sendo uma peça fundamental para a movimentação do maxilar. Entre as principais ações que essa articulação participa ativamente, estão:

  • Sorrir;
  • Mastigar;
  • Falar;
  • Bocejar.

Os movimentos dessa articulação são bastante amplos, visto que é possível movimentar a ATM para cima, baixo e para os lados, sem uma trajetória específica.

Por conta dessa ampla movimentação, que é constante, já que a articulação é essencial para a realização das principais ações da boca, é natural que ela esteja “desprotegida” e seja estimulada em excesso em alguns casos.

Ou seja, diversas complicações podem surgir nessa região, que precisam ser tratadas com os devidos cuidados para manter seu pleno funcionamento.

Disfunção temporomandibular

A disfunção temporomandibular (DTM), é a designação para disfunções nessa articulação, causando dores ou desencadeando problemas, como travamento ou ranger dos dentes, impactando na dentição.

De acordo com dados recentes, quase 70% da população sofrerá com essas disfunções na mandíbula. 

Além disso, cerca de 15% dessa porcentagem precisam ou precisarão realizar tratamentos mais específicos, como uso de placas intraorais ou mesmo fisioterapia.

Sintomas

Nem sempre é possível identificar a razão pela qual a pessoa adquiriu a DTM, sendo geralmente uma inflamação que pode surgir por uso excessivo inadequado e até por impactos na região.

Contudo, existem sintomas que são característicos que podem auxiliar na sua devida identificação.

Apesar disso, por serem sintomas comuns, as pessoas podem entender que estão com outra doença, confundindo os sintomas. 

Os principais sintomas para o ATM ou DTM, são:

  • Dificuldade para abrir ou fechar a boca;
  • Dificuldade para mastigar;
  • Estalos na mandíbula;
  • Inchaços na face;
  • Dores de cabeça;
  • Dor de ouvido;
  • Dor no maxilar;
  • Zumbidos.

Naturalmente, esses problemas podem aparecer em outras doenças, por isso é crucial o devido acompanhamento e diagnóstico profissional. 

Para se ter uma ideia, a dor de dente e do maxilar são comuns quando há algum problema nessa região, ou quando uma pessoa está em fase de tratamentos de correção dentária, usando um aparelho dentario, por exemplo.

O que ela pode causar?

Como dissemos, alguns sintomas da ATM ou DTM são comuns e bastante incômodos. 

Dessa maneira, quem possui uma disfunção nessa articulação pode ter dores e incômodos bastante intensos, que dificultam a vivência diária e a realização de diversas atividades, impactando no bem-estar de forma ampla.

Geralmente, quando uma pessoa está com dor na boca ou nos dentes, seja por formação de cárie, placa bacteriana, ou durante a adaptação no uso do aparelho de dente é natural que ela não consiga ter os mesmos esforços diários por conta desse incômodo. 

Dessa maneira, a rotina pode ser atrapalhada, tanto dentro de casa, como no trabalho, causando dificuldades que podem ser irreversíveis.

Contudo, todos podem ser facilmente resolvidos, seja pelo período correto de adaptação ou mesmo o tratamento indicado para cada problema.

Dessa forma, é fundamental buscar auxílio médico e odontológico para resolver esse tipo de situação. 

Assim, para além de tratamentos que costumam ser comuns para correções na arcada dentária, como o uso de aparelho ortodôntico, a correção ou eliminação da DTM pode requerer tratamentos mais específicos, que veremos mais a fundo a seguir.

Tratamentos

Como dito anteriormente, os tratamentos da DTM não costumam ser os mesmos utilizados para problemas dentários, pois a região mais afetada não são os dentes e sim a mandíbula e o maxilar. 

No entanto, essas estruturas também podem ser afetadas e, por esse motivo, devem ser protegidas. 

Do mesmo modo, o alinhamento dental também pode influenciar nos resultados dos tratamentos específicos, devendo avaliar as necessidades e até a possibilidade de um tratamento multidisciplinar.

Dessa forma, além do tratamento para a DTM, outros procedimentos de recuperação e correção também podem ser necessário.

No caso da lente de contato dental, por exemplo, que é bastante eficaz e muito utilizada por dentistas para correções dentárias, não se encaixa para o tratamento da DTM, mas pode ser utilizada após as orientações para recuperar a estrutura dental que foi comprometida por esse tipo de problema.

Ou seja, tudo pode estar conectado, desde a mordida inadequada que afeta a musculatura, ou mesmo a tensão que pode ocasionar a quebra ou trincas nos dentes.

Mais ainda, com o surgimento do DTM, a mandíbula e o maxilar são afetados, e caso isso se agrave, pode atingir outras regiões da boca, como a gengiva e os dentes. 

Por isso é muito importante buscar auxílio rapidamente, para que esse problema não gere complicações e atinja outros tecidos.

Imagine se o problema não for identificado e tratado adequadamente, além dos trincados pode haver a perda dental devido ao impacto direto na estrutura dos dentes.

Inclusive, nesses casos, será necessário a utilização de um implante dentário para repor os dentes perdidos e restabelecer a mordida. 

Dessa maneira, os tipos de tratamentos utilizados variam de caso em caso. Em casos mais leves, analgésicos, anti-inflamatórios e relaxantes musculares podem ser o suficiente para resolver.

Quanto mais a doença se agrava, os tratamentos podem se tornar mais intensos e até mais invasivos. 

Em grau “intermediário”, pode ser necessário terapias, como fisioterapia e aconselhamento psicológico para acompanhar a situação do paciente, pois pode haver relação com questões psicológicas a serem desenvolvidas.

Por fim, em situações mais graves, pode ser necessário tratamentos cirúrgicos, artroscopia ou injeções para resolver a dor que se agrava por conta do tempo. 

Independentemente do quadro, a busca por um profissional capacitado e especializado é crucial para amenizar/solucionar a ATM/DTM, conforme as necessidades e gravidade, de modo que também seja possível um atendimento mais amplo caso seja preciso.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Qualivida Online, site no qual é possível encontrar diversas informações, dicas e conteúdos ricos sobre os cuidados com a saúde física e mental.