Quais os cuidados com nossa saúde devemos ter em dias quentes?

0
16
cuidados com a saúde em dias quentes

Quais os cuidados com a nossa saúde devemos ter em dias quentes? Em nosso cotidiano são vários os compromissos e as preocupações que passamos, desde chegar no horário no serviço, conseguir render fisicamente e psicologicamente durante as atividades, de conseguir visitar aquele amigo, de passar para fazer compras e pagar as contas. Infelizmente, costumamos deixar o mais importante de escanteio: a saúde. Uma alimentação saudável e equilibrada, fazer uma avaliação com o médico e com um dentista, cumprir com os exames requeridos e com a documentação ortodôntica, praticar exercícios e se proteger da luz solar, também devem estar entre nossas programações.

O sol pode ser fonte de benefícios como a vitamina D, mas, a exposição intensa e frequente pode trazer diversos danos e os cuidados não se limitam ao verão. Veja como se cuidar em dias quentes:

Alimentação nos dias quentes

Em dias de calor mais intenso, geralmente nos alimentamos pouco e com menores intervalos, escolhendo sempre alimentos mais leves e de fácil ingestão. Isso acontece, pois nosso corpo possui uma temperatura em torno de 36º C, e em períodos quentes, conter a temperatura não é algo complicado. Assim, nosso organismo não necessita de digerir uma maior quantidade de alimentos como em tempos frios.

Além disso, no calor a circulação do sangue cresce na pele, fazendo com que o corpo compartilhe esse calor com o ambiente. Após nos alimentarmos, o sangue tende a se locomover para o aparelho digestivo, ajudando na digestão e recebendo nutrientes.

À medida que ingerimos alimentos, o sistema digestivo necessita de mais sangue. Tendo em vista que a quantidade que ele precisa é muito grande, pode levar a pessoa a ter tontura, ao cansaço e ao sono extremo, motivando a pouca ingestão de alimentos e de apenas mais leves quando feita.

Se ingerimos um alimento bastante quente no calor, começamos a transpirar, e isso é devido ao suor e o nervo vago. O nervo vago transita pelo sistema digestivo, reage com os alimentos e influencia na produção do suor, que equilibra nossa temperatura interna. Esse é um dos motivos que precisamos ingerir uma boa quantidade de água, precisamos compensar o suor perdido, esse que é composto por água e sais minerais.

Os sais minerais podem ser restituídos com a alimentação, pois o cloro e o sódio estão entre os componentes do sal de cozinha e assim, nos alimentos salgados. O potássio está presente em frutas como as laranjas, uvas, abacates, bananas e também na água de coco, e o magnésio é obtido nos grãos como a lentilha, o milho, o grão de bico, e também nas nozes e amêndoas.

Cuidados com a pele em dias quentes

Em dias quentes, o cuidado com a pele pode evitar uma série de doenças graves. À proporção que as atividades ao ar livre aumentam, o tempo de exposição ao sol também, sendo o ambiente ideal para o desenvolvimento dessas doenças.

Queimaduras, câncer de pele, e outros tipos de enfermidades podem surgir se não houver uma atenção as precauções necessárias. O uso diário do protetor solar deve ser aplicado 30 minutos antes de se expor ao sol. O filtro solar de fator 30 ou superior é indicado para exposições maiores como em passeios a praias, cachoeiras, piscinas, para lagoas, seja para banho, pesca e outros fins.

A aplicação deve ser feita de maneira uniforme em todas as partes do corpo, podendo ser repassado a cada duas horas em casos de transpiração intensa e se for entrar na água. O uso de um bom hidratante corporal também auxilia na manutenção de água na pele. A hidratação frequente no dia-a-dia com a ingestão de líquidos, seja água, água de coco ou suco de frutas, é muito importante e promove a melhor qualidade da pele.

Calor e procedimentos médicos

Após passar por algum procedimento médico, seja ou não cirúrgico, o processo inflamatório do pós-cirúrgico tem como principais consequências o inchaço, a coloração avermelhada do local, forte dor, e algumas vezes, um alto relevo. Muitos pensam que fazer qualquer um desses procedimentos em períodos mais quentes pode levar a um maior desconforto, mas não é bem isso.

Em períodos mais frios, como no inverno, o clima e a temperatura favorecem para que os edemas (inchaço pela conservação do líquido) não fiquem maiores. Contudo, a recuperação total tende a ser retardada.

Em tempos quentes, o uso das compressas de gelo no local compensa o inchaço maior nas primeiras horas. Após essa situação, há o início da recuperação do organismo, porém, para que o líquido siga o percurso oposto é necessário que os vasos se ampliem, fazendo com que as altas temperaturas beneficiem a recuperação.

Mesmo seguindo os cuidados precisos, procure um especialista para uma avaliação e para conhecer mais as suas necessidades e carências quanto ao calor. Há vários casos de alergias e surgimento de manchas na pele que se desenvolvem apenas durante esse período e variam de pessoa a pessoa; essa mesma particularidade atinge os processos cirúrgicos. Em cada caso e cada pessoa, há um organismo diferente que reage o ambiente de forma distinta e individual.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here