Próteses de silicone têm validade?

Embora não haja um consenso geral sobre qual a data específica de validade da prótese de silicone, especialistas recomendam que a troca seja feita após certo período de tempo em caso de complicações.

Sendo assim, se você já passou ou pensar em passar pela cirurgia de implantes de silicone, deve se atentar a estes prazos e condições, além de conversar com seu médico.

Mas afinal, qual a validade da prótese?

Elas podem durar décadas sem apresentar nenhum risco à saúde das pacientes. Mesmo que a forma mais popular de implantes seja nos seios, esta validade também se aplicas às próteses colocadas em outras partes o corpo, como nádegas e panturrilhas.

Existe uma concordância em relação a validade da prótese de silicone e quando ocorreu sua fabricação. Para as próteses produzidas antes dos anos 2000, é recomendada a troca após 10 anos de uso.

Isso porque estas próteses eram fabricadas com uma superfície mais lisa e o silicone que fica em seu interior, mais líquido, o que de algum modo aumenta as chances de rompimento.

Já aquelas fabricadas depois dos anos 2000 apresentam superfície mais resistente e envolvem uma substância menos aquosa. Por isso, têm validade maior, entre 15 e 20 anos.

De acordo com a tecnologia aplicada na produção da prótese, sua duração pode ser ainda maior. Com a modernidade, a tendência a materiais cada vez mais duráveis e resistentes cresce a cada dia.

No entanto, fatores externos e corporais podem fazer com que o tempo de duração seja menor.

Sinais de que chegou a hora de trocar?

Apesar de cada prótese, dependendo do ano de fabricação, ter um prazo estimado de validade, em alguns casos pode ser necessário efetuar a substituição antes da data.

Entenda os sinais:

– Contratura capsular: apesar do nome diferente, este é um dos motivos que mais levam à necessidade de troca da prótese de silicone. Acontece quando a cápsula que se forma ao redor do implante fica mais rígida e dura do que o normal. Ao colocar silicone, é normal que ocorra a formação desta cápsula. No entanto, seu endurecimento pode causar dores fortes e deformações no seio.

– Ruptura: não é comum, mas pode acontecer. Em casos de acidentes, a prótese pode se romper e por isso, deve ser trocada imediatamente. Acidentes automobilísticos ou envolvendo esportes radicais podem causar impactos muito fortes e romper o silicone.

– Mudanças corporais: quando a paciente sofre com ganho ou diminuição de peso e flacidez fazem com que a prótese de silicone não fique na posição correta e prejudica a aparência. Em casos como este, também é necessária a troca e correção.

– Troca de tamanho: é comum que as mulheres queiram trocar os implantes por conta do tamanho. Depois de algum tempo, pode acontecer de enjoarem do tamanho e realizarem a troca por tamanhos maiores ou menos de prótese de silicone.

Em cirurgia de mamoplastia redutora também é possível colocar próteses de silicone. Quando se fala em redução, acredita-se que não é possível usar implantes, mas isso não é verdade. As próteses ainda servem para modelar as mamas reduzidas, por isso, também devem receber atenção aos prazos de validade e mudanças que exijam a troca fora de data.

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *