O governo de São Paulo anunciou nesta quarta-feira (20) que pessoas com comorbidades —síndrome de Down, pacientes renais em diálise e transplantados que usam imunossupressor— poderão se vacinar contra a Covid a partir de 10 de maio.

Questionada sobre as regras para vacinação deste público, a Secretaria de Estado da Saúde informou que é necessária a apresentação de laudo médico autorizando a aplicação de dose da vacina.

No caso dos transplantados, a pasta afirma que também é recomendável a apresentação de receita médica do medicamento imunossupressor em utilização pelo paciente.

Sobre o agendamento para receber a dose, a secretaria explicou que a programação de aplicação da vacina é definida por cada município, então é importante consultar a prefeitura.

O governo do estado, no entanto, disponibiliza ferramentas de pré-cadastro para agilizar a aplicação da vacina: o site Vacina Já e o WhatsApp, no número +55 11 95220-2923 ou clicando neste link.

A prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), informou que o programa de imunização do município segue as orientações do programa nacional e do estadual.

“Os grupos prioritários são atendidos mediante disponibilidade de vacinas ofertadas”, disse, em nota.

Pelo cronograma municipal, a partir desta quarta-feira (21) começaram a ser vacinados os idosos com mais de 65 anos e os profissionais de saúde com mais de 18 anos que sejam gestantes, puérperas e lactantes. Todas deverão necessariamente apresentar autorização ou recomendação médica (por escrito) considerando risco benefício de receber a dose.

Fonte folha.uol.com.br/equilibrioesaude

Recommended Posts