Os benefícios e as desvantagens do café

0
10
café

Existem muitas dúvidas e toda uma polêmica em volta do consumo do café. Uns defendem que uma xícara pela manhã ajuda o corpo despertar, assim como ficar em alerta e vigiante. Outros defendem que a sua ingestão ajuda na incidência de doenças crônicas e o vício. Contudo, muitas pessoas não conseguem nem imaginar começar o dia sem o café.

A cafeína é a substância psicoativa mais consumida no mundo, e o componente mais conhecido do café, para muitos o único. Enquanto alguns estudos apontam que o café descafeinado e com cafeína podem afetar igualmente a saúde, outros relatam que a cafeína não é a responsável pela maioria dos benefícios à saúde relacionados.

O café já foi o culpado da impotência e insanidade, ao mesmo tempo que foi considerado a cura da preguiça. Foi culpado como a causa do amarelamento dos dentes e o maior inimigo, e motivação da aplicação da lente de contato dental. Porém, afinal de contas quais são as suposições que foram comprovadas nos dias de hoje? Leia sobre a seguir:

Os benefícios do café à saúde

Aumento do desempenho físico 

Para uma maior disposição no treino, uma xícara de café preto uma hora antes de realizá-lo é capaz de o melhorar cerca de 11 a 12%. A cafeína é responsável pelo aumento da taxa de adrenalina no sangue, substância do hormônio de “combate ou desistência” do corpo, que ajuda no preparo para o esforço físico.

Ajuda na perder peso

O café possui magnésio e potássio como componentes, o que auxilia na utilização da insulina, que regula os níveis de açúcar no sangue e reduz a vontade de lanches ricos em açúcar e doce.

Ajuda na queima de gordura

A cafeína auxilia as células adiposas na decomposição da gordura corporal e no seu uso como motivador para o treinamento.

Ajuda na concentração e a ficar alerta 

O consumo moderado da cafeína, no máximo seis xícaras por dia, é capaz de auxiliar na concentração e na melhora da atenção mental.

Reduz o risco de morte

Pesquisas indicam que o risco de ir ao óbito prematuro de quem consome café é 25% menor do que aqueles que não são favoráveis.

Reduz o risco de câncer

Segundo um estudo, o café consegue amenizar o risco da incidência de câncer de próstata em homens e a de câncer endométrio em mulheres em 25%. As pessoas que estavam sob o estudo ingeriam cerca de quatro xícaras de café por dia. A cafeína também é capaz de barrar o desenvolvimento do tipo mais comum de câncer de pele, o carcinoma basocelular.

Reduz o risco de derrame

O consumo aceitável de café, entre duas a quatro xícaras por dia, está relacionado a uma menor probabilidade de derrame.

Reduz o risco de doença de Parkinson

Pesquisadores descobriram que a ingestão regular de café diminui a chance de desenvolver a doença de Parkinson em cerca de 25%. Há evidências de que o café leve ao funcionamento na região do cérebro atingida pela doença.

Proteção do corpo

O café apresenta uma grande quantidade de antioxidantes, que atuam como defensores e nos protegem contra os invasores nocivos presentes no organismo.

Diminui o risco de diabetes tipo II

A cafeína faz com que a vulnerabilidade do corpo a insulina caia, assim como a tolerância à glicose, amenizando a possibilidade de incidência de diabetes tipo 2.

Protege seu cérebro

A grande quantidade de cafeína no sangue diminui o risco de adquirir a doença de Alzheimer, assim como o risco de demência.

Melhora do humor

A cafeína incentiva o sistema nervoso central e influencia no crescimento da produção de neurotransmissores como a serotonina, a noradrenalina e a dopamina, responsáveis pela elevação do humor. Assim, ingerir duas xícaras de café por dia pode atuar no combate a depressão e reduzir o risco de suicídio em 50%.

Desvantagens do café e possíveis danos

Café de má qualidade pode ser nocivo

O café quando está em mal estado pode abranger várias impurezas, que podem levar a doenças, mal estar e dores de cabeça. Isso acontece principalmente em casos que o café é preparado por grãos que foram despedaçados e destroçados, mas se você investe em um café especial de alta qualidade não precisa se preocupar.

Pode levar ao óbito

Em caso de exagero no consumo, e se há a ingestão de cerca de oitenta a cem xícaras (23 litros) em um período curto. Tomar essa dosagem de café em um período curto é letal. Sintomas como ânsia de vômito são sentidos, já que o líquido está em excesso em seu organismo.  Até mesmo beber 23 litros de água é capaz de levar a pessoa a morte.

Pode causar insônia e agitação

Outro efeito da cafeína é a insônia e inquietação extrema. A quantidade máxima de cafeína indicada é 400 miligramas, aproximadamente 4 xícaras de café. Contudo, a quantidade ideal de consumo vária para cada pessoa, já que há organismos mais adaptáveis ao consumo e outros mais vulneráveis.

Beber apenas um copo por dia em gravidez

Pesquisas sobre as reações do café no feto estão em processo, mas caso você estiver grávida, a cafeína entrará em contato com o embrião que é altamente sensível a substância. Então não arrisque, se você tem o costume de consumir grande quantidade de café e acha que não conseguirá conter o vício, reduza para apenas uma xícara por dia.

Portanto, faça uma análise de consumo e perceba como o seu organismo reage a essa bebida. A ingestão pode ser favorável, mas tudo em excesso é capaz de causar um grande dano ao nosso corpo, nossa saúde e qualidade de vida. Seja consciente e faça um consumo controlado.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here