O carbúnculo é uma infecção pela bactéria Bacillus anthracis, que está presente no solo na forma de esporos e que podem causar doença nas pessoas ao serem inalados, ingeridos ou ao entrarem em contato diretamente com a pele.

Os sintomas de carbúnculo estão relacionados com a produção de toxinas pela bactéria, além de poderem variar de acordo com a forma como aconteceu a transmissão, podendo haver dor muscular, dor de cabeça, aparecimento de feridas na pele, vômito e diarreia com sangue, dor no peito e dificuldade para respirar.

É importante que o carbúnculo seja diagnosticado pelo clínico geral ou infectologista assim que surgirem os primeiros sintomas, pois dessa forma é possível iniciar o tratamento com antibióticos logo em seguida, prevenindo complicações mais graves.

Carbúnculo: o que é, sintomas e tratamento

Sintomas de carbúnculo

Os sintomas de carbúnculo podem variar de acordo com a forma que houve a infecção, ou seja, se foi por meio da inalação do microrganismo, ingestão de alimentos contaminados ou contato direto, sendo esta situação conhecida como carbúnculo cutâneo, que é a forma mais frequente. Assim, os principais sintomas que podem ser percebidos são:

  • Carbúnculo cutâneo: vários caroços vermelho-marrom que coçam, são dolorosos, e que forma uma ferida extensa com pus, além de haver vermelhidão e inchaço ao redor da ferida. Em alguns casos pode haver também febre, inchaço dos linfonodos e dor de cabeça. Os sintomas desse tipo de carbúnculo normalmente surgem até 10 dias do contato com o agente infeccioso, que mais comumente é a bactéria Staphylococcus aureus;
  • Carbúnculo gastrointestinal: vômito e diarreia com sangue, inchaço no pescoço, dor de gargante e dor abdominal. Nesse caso, os sintomas surgem após a ingestão de alimento contaminado com a bactéria, que produz toxinas que causam a morte dos tecidos, levando ao desenvolvimento dos sintomas;
  • Carbúnculo por inalação: dor muscular leve, febre baixa e tosse seca que podem facilmente evoluir para dificuldade para respirar, dor no peito, febre alta, suor frio e diminuição da pressão arterial. Esse tipo de carbúnculo é o mais grave e acontece devido a inalação de esporos da bactéria, que ficam alojados no pulmão e depois germinam, promovendo a liberação de bactérias para os linfonodos do tórax, que incham e rompem, favorecendo o espalhamento da bactéria no organismo ao mesmo tempo que as toxinas são liberadas na corrente sanguínea.

É importante que o carbúnculo seja diagnosticados logo nos primeiros sintomas, principalmente no caso de carbúnculo por inalação, pois assim é possível iniciar o tratamento rapidamente para neutralizar e diminuir a quantidade de toxinas produzidas pela bactéria e, assim, evitar complicações.

Como acontece a transmissão

A principal causa do carbúnculo é a infecção de pele, quando a bactéria S. aureus invade as glândulas produtoras de suor, gerando um processo infeccioso local e em outros tecidos.

Já nos carbúnculos gastrointestinal e por inalação, a bactéria Bacillus anthracis estar presente no ambiente na forma de esporos, principalmente no solo. Dessa forma, o contágio por esporos desse microrganismo é mais fácil de acontecer em animais que estão em contato frequente com o solo, como é o caso de bois, vacas e bezerros, por exemplo.

A transmissão para as pessoas pode acontecer através do consumo de carne desses animais contaminados, mesmo que esteja devidamente preparada, isso porque o esporo do Bacillus anthracis é resistente a altas temperatura. Além disso, as pessoas podem adquirir o carbúnculo ao entrar em contato com o animal ou produtos do contaminado ou ao inalar esporos presentes no ambiente, sendo essa forma considerada um dos tipos de arma biológica, pois essas estirpes são extremamente letais.

Tratamento de carbúnculo

É importante que o tratamento para carbúnculo seja iniciado assim que sejam identificados sinais indicativos de infecção, sendo normalmente recomendado pelo clínico geral ou infectologista o uso de antibióticos, como as Penicilinas, que podem ser combinados com outros antimicrobianos.

É importante que os antibióticos sejam tomados de acordo com a orientação do médico, mesmo que não exitam mais sintomas, pois assim é possível garantir a eliminação da bactéria e neutralização das toxinas, prevenindo o desenvolvimento de complicações.

Além disso, o médico pode também indicar o uso de medicamentos corticoides ou anticorpos monoclonais para aliviar os sintomas em alguns casos de carbúnculo.

Fonte tuasaude.com

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *