A fisioterapia no combate a osteoporose

0
38
fisioterapia no combate a osteoporose

A luta contra a osteoporose é de grande importância para o alcance da proteção contra os efeitos e distúrbios, como as fraturas ósseas, e para uma melhor qualidade de vida na terceira idade. Logo, o idoso não deve se preocupar apenas quanto o implante dentário, mas quanto a saúde de seu esqueleto, músculo e de todo o físico.

Para lidar com isso, a prática de atividades físicas é uma das melhores alternativas e formas de tratamento, uma vez que se remete a uma maneira eficiente de prevenção e combate a osteoporose. Leia mais:

A importância da atividade física

A prática de esporte e exercícios físicos é uma grande aliada da fixação de cálcio nos ossos, e além de colaborar com a conservação dos movimentos e do equilíbrio do corpo, que são fatores essenciais para evitar quedas e consequentemente lesões. A fisioterapia é um dos exercícios mais recomendados nessa situação pelo leque de vantagens que oferece como na manutenção o bom desempenho físico, articular, cardiovascular e muscular da maneira correta.

Se tratando de uma medida de prevenção e de tratamento, a fisioterapia oferece uma maior força muscular e flexibilidade ao praticante, através de exercícios com resistência que favorecem a musculatura. Caso esse método não seja possível, consulte um educador físico para que ele possa analisar outras atividades que possam resultar nesses efeitos, e assim, na prevenção da osteoporose.

Fatores de risco da osteoporose

As principais causas da osteoporose são:

  • Influência genética;
  • Velhice;
  • Alimentação pobre em cálcio;
  • Sedentarismo;
  • Exagero de álcool;
  • Tabagismo;
  • Menopausa;
  • Vício em remédios à base de corticoides;
  • Diabetes;
  • Distúrbios na tireoide.

Formas de prevenção à osteoporose

A ingestão de cálcio é indispensável para a reiteração dos ossos. Especialistas indicam o consumo de cerca de 1000 miligramas por dia (quatro porções lácteas). A vitamina D também é essencial para esse processo, pois na sua carência a absorção do nutriente é prejudicada. É recomendado consumir diariamente de 400 a 600 miligramas diários de vitamina.

A pratica de atividade física precisa incita na produção de massa óssea, influenciando positivamente na força muscular, fundamental na ação preventiva de quedas.

As técnicas fisioterapêuticas mais eficientes

É indicado que os exercícios sejam realizados ao ar livre, não influenciando na diminuição do efeito da gravidade. A natação e a hidroginástica, por sua vez, não auxiliam no tratamento da doença, uma vez que a gravidade é a responsável pela maior deposição de cálcio nos ossos. Esses são exercícios que são mais recomendados na incidência de degaste nas articulações.

Além da regulagem desses exercícios, é necessário que haja o controle das enfermidades que influenciem no desenvolvimento da osteoporose, evitando o consumo exagerado de álcool, do cigarro e do café. Tomar bastante sol antes das 10h e após às 17h também é indicado, já que a vitamina D somente é ativada através dos raios ultravioletas, porém não peque no uso de protetor solar.

A fisioterapia é recomendada em situações em que a osteoporose já se desenvolveu, visando a prevenção de danos como deformidades e fraturas ósseas. O foco dos procedimentos fisioterapêuticos é atuar no fortalecimento dos músculos, articulações e ossos, dando ao paciente uma maior qualidade de vida. Buscar uma clinica de fisioterapia para um acompanhamento de perto e mais profissional é de extrema importância, assim como a pratica de exercícios ao ar livre.

Exercícios posturais

Os exercícios de postura ajudam a melhorar o alinhamento da coluna vertebral, a dando força e maior flexibilidade. Além desses benefícios, há a melhora da coordenação motora, do equilíbrio e o desenvolvimento de habilidades que atuam na precaução a quedas e eventuais fraturas.

Exercícios de alongamento

Os alongamentos auxiliam na maior amplitude dos movimentos, seja dos músculos do pescoço, das costas e pernas, dando ênfase na importância da manutenção do equilíbrio corporal.

Exercícios de fortalecimento muscular

São exercícios comumente realizados com as pernas e os braços, tendo como objetivo a maior força muscular, e por isso, podem necessitar do uso de pesos de cargas variantes.

Exercícios de cinesioterapia

A cinesioterapia também é eficiente quanto ao fortalecimento dos músculos, principalmente em casos em que haja dores intensas e a dificuldade de locomoção. Essa vertente trabalha exercícios ativos, ativos resistidos e passivos, que se resultam na mais resistência, coordenação e força muscular, flexibilidade e na melhor mobilidade articular.

Portanto, para evitar futuros problemas nos ossos como a osteoporose, é importante manter uma rotina ativa. A fisioterapia, por ser uma especialidade leve e que transmite uma experiência de menor estresse e esforço físico, pode ser a melhor opção para pessoas de idade avançada prevenirem e tratarem esses danos. Consulte com um fisioterapeuta para realizar a avaliação e a seleção dos exercícios que melhor te atendem.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here