O vinho, contém resveratrol, um composto presente principalmente nas cascas das uvas roxas e que possui propriedades antioxidantes, podendo ajudar na prevenção de algumas doenças, como câncer, infarto, derrame e diabetes.

Além disso, os outros antioxidantes presentes no vinho tinto, como taninos e flavonoides, também contêm ação prebiótica, ajudando a aumentar a quantidade e qualidade de bactérias benéficas no intestino, diminuindo as inflamações e ajudando a fortalecer o sistema imunológico. Conheça outros benefícios dos antioxidantes para a saúde.

No entanto, o consumo excessivo de vinho é prejudicial e pode contribuir para alguns problemas de saúde, como alcoolismo, câncer e pressão alta. Além disso, por conter álcool, o vinho não é recomendado para algumas pessoas, como menores de 18 anos e mulheres que estejam grávidas ou amamentando.

7 possíveis benefícios do vinho para a saúde

Alguns dos possíveis benefícios que o consumo de vinho tinto pode oferecer para a saúde são:

  1. Diminuir o risco de aterosclerose, porque ajuda a aumentar os níveis de HDL, o “colesterol bom”, além de ajudar a diminuir os níveis do colesterol “ruim”, o LDL, no sangue;
  2. Ajudar a evitar pressão arterial, por ajudar a relaxar os vasos sanguíneos, facilitando a circulação do sangue;
  3. Prevenir câncer, ajudando a combater os radicais livres, um dos responsáveis pelos danos às células saudáveis do corpo;
  4. Ajudar no tratamento de doenças crônicas, como artrite ou problemas na pele, devido a sua ação anti-inflamatória e antioxidante;
  5. Prevenir trombose e derrame, porque possui ação antioxidante e anti-inflamatória, evitando a oxidação das células de gordura e a formação de placas de gordura nas artérias;
  6. Fortalecer o sistema imunológico, por conter propriedades anti-inflamatórias e prebióticas, melhorando a qualidade e quantidade das  bactérias benéficas no intestino e fortalecendo as células do sistema imune;
  7. Ajudar a evitar a diabetes, porque as propriedades antioxidantes da bebida podem prevenir a resistência à insulina, o hormônio responsável pelo controle dos níveis de glicose no sangue.

É importante lembrar que esses possíveis benefícios podem ser obtidos somente com o consumo moderado de vinho. Vale ressaltar, também, que ainda não existem estudos feitos por longos períodos que comprovem a relação direta entre o consumo de vinho tinto e os seus benefícios na saúde.

Além disso, os antioxidantes presentes no vinho também podem ser encontrados em altas quantidades em outros alimentos, como uva e suco de uva roxa, cacau e frutas vermelhas, oferecendo os mesmos benefícios à saúde.

Tabela de informação nutricional

A tabela a seguir traz a informação nutricional de 100 ml de vinho tinto, vinho branco e suco de uva:

Componentes

Vinho tinto

Vinho branco

Suco de uva

Energia

85 kcal

82 kcal

60 kcal

Carboidratos

2,6 g

2,6 g

14,8 g

Proteína

0,1 g

0,1 g

0,4 g

Gordura

0,1 g

Álcool

10,6 g

10,3 g

Resveratrol

0,5 mg

0,1 mg

0,11 mg

Carotenoides

7 mg

62 mg

Para se alcançar os possíveis benefícios com o consumo do vinho, é fundamental também manter uma alimentação equilibrada e saudável, associada a prática regular de exercícios físicos.

Quantidade máxima recomendada

A Associação Americana do Coração recomenda que a ingestão segura de vinho por dia seja de até 148 ml para mulheres e de até 295 ml para homens, considerando que o vinho contenha até 12% de álcool.

Quais são os possíveis malefícios

O consumo excessivo de vinho pode aumentar o risco do surgimento de alguns tipos de câncer, como de boca, de mama, de garganta, de fígado e de esôfago.

Além disso, a ingestão excessiva de vinho também pode causar outros problemas, como cirrose hepática, problemas de memória, ansiedade, depressão, alcoolismo, pressão alta, diabetes, doenças cardiovasculares e obesidade.

Quem não pode consumir vinho

O vinho não deve ser consumido por mulheres que estejam grávidas ou amamentando. Assim como essa bebida não é indicada para menores de 18 anos e para pessoas que estejam dirigindo.

Pessoas que estejam em período de tratamento ou recuperação do alcoolismo ou que possuem dificuldades de controlar a quantidade de consumo de bebidas alcoólicas não devem consumir vinho.

Além disso, pessoas que usam medicamentos regularmente ou que possuem problemas de saúde devem sempre consultar um médico antes de consumirem vinho.

Fonte tuasaude.com

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *